sábado, 21 de fevereiro de 2009

Efeito Tchubum..!

Acredito que, ao cagar, a maioria de vocês já tenha molhado o cu com a água da sanita que o cagalhão faz levantar ao cair. Todos, ainda que intuitivamente, já devem ter utilizado alguma técnica para evitar o "efeito tchubum". Aqui ficam algumas das técnicas mais usadas e conhecidas ;)


Técnica 1:
Posicionar o orifício anal o mais próximo possível da borda da sanita. Assim, a cagada desce pela louça com a queda amortecida, evitando,assim, o "efeito tchubum".

Problemas da técnica:
a) A merda deixa um rasto na louça. Sobre o ponto de vista estético, que se lixe! Além do mais, não é o macho da casa que vai limpar o rasto (no máximo, dá para tentar disfarçar com jactos de mijo de alta pressão). Só é chato no caso de isso acontecer na casa da namorada ou da empresa. Pode dar mau aspecto se alguém entrar logo a seguir.

b) Se a pontaria for mal calculada, a merda pode raspar na borda da sanita e cagar aquilo tudo. Neste caso, fica bem limpar depois de terminar o serviço.


Técnica 2:
Criar um tapete flutuante de papel higiénico. Conhecida como "efeito hovercraft", esta técnica parte do pressuposto que a merda será amortecida ao bater no tapete de papel, evitando, assim, o "efeito tchubum".

Problemas:
a) Errar na quantidade de papel para menos. Neste caso, a água salta na mesma.

b) Errar na quantidade de papel para mais. Neste caso, a sanita pode entupir e o cagante passa pela constrangedora experiência de ver subir a água com merda, lentamente, sanita acima. Com sorte, após alguns minutos, a maré baixa. Mas o problema não fica resolvido. Dá mau aspecto se alguém entra logo a seguir.


Técnica 3:
Técnica conhecida como "cagate and run". Consiste em cagar no meio da sanita e tirar o rabo rapidamente antes que o chafariz o atinja. Tal técnica exige reflexos, explosão muscular e uma coordenação motora, pelo menos, razoáveis.

Problemas:
a) Arrancar lentamente. Neste caso, tudo vai por água abaixo (ou acima, no caso).

b) Arrancar rapidamente demais. Neste caso, corre-se o risco de tirar o cu da sanita antes da merda se desprender.


Técnica 4:
De nome "Tornado", esta técnica consiste em rodopiar o traseiro no momento em que a merda se está a soltar, provocando, assim, um efeito rodopiante no bostão, que o faz embater nas laterais da sanita, amortecendo a queda e, por sua vez, evitando o"efeito tchubum".

Problemas:
a) Ver alínea a) da Técnica 1.

b) Se a consistência da merda não for a recomendada, esta poderá esparramar-se na louça e não descer, provocando assim uma trabalheira na remoção da mesma.

c) Ainda devido à consistência e se o movimento for muito brusco, poderá causar o efeito de mola e este vir embater nas nádegas, provocando, assim, o efeito de ventoinha e salpicar toda a sanita.

3 comentários:

Elanor-Niphredil disse...

lololol...espectacular...

gostei do "cagate and run" lololol

kiss

korrosiva disse...

Também se pode cagar de cuecas, fazendo apenas um buraco na zona do cu!!

Que tal?? ;)

beijinhoss



P.S. estas letrinhas de verificação aborrecem LIGEIRAMENTE!

Do You Believe in Angels ? disse...

Está extraordinário!!!!!!
lol